< Notícias & Insights

Métodos ágeis: como aumentar a competitividade das empresas em tempos de crise

Os métodos ágeis tem se tornado cada vez mais populares, conjunto de comportamentos, processos, práticas e ferramentas utilizados para a criação de produtos (geralmente não limitados à, software).

Agile surge com uma inovação, trazendo eficiência para a equipe, pois organiza o fluxo de trabalho e minimiza o desperdício de recursos. Contudo, sua principal característica é a possibilidade de entregas contínuas, priorizando a visão do cliente e do usuário final.

Os principais benefícios para quem adota esse tipo de estratégia são imediatos. Dessa forma, há um melhor controle das entregas e desenvolvimento do projeto, redução de custos e a inclusão de mudanças ocorre em qualquer etapa.

“Os negócios mudam. A tecnologia muda. A equipe muda. Os membros da equipe mudam. O problema não é a mudança, por si só, porque a mudança vai acontecer; o problema, ao contrário, é a incapacidade de lidar com as mudanças quando elas surgirem.”

Kent Beck, criador do XP – Extreme Programming Explained (2000), p. 28.

Além disso, as metodologias Agile privilegiam a redução da quantidade de documentação e a realização de etapas curtas de planejamento e desenvolvimento. Ainda, existe uma alta quantidade de comunicação interna (time) e externa (cliente) dentro de uma abordagem altamente interativa.

O manifesto Agile descreve quatro princípios:

1 – Indivíduos e interações sobre processos e ferramentas

2 – Software de trabalho em documentação abrangente

3 – Colaboração do cliente na negociação de contratos

4 – Respondendo a alterações para seguir um plano

Quais são as principais metodologias Ágeis?

– Extreme Programming: Foco em equipes, agilidade e qualidade, por meio de reuniões periódicas com o cliente e tarefas realizadas semanalmente, possibilitando ao cliente acompanhar a evolução do projeto em tempo real.

– Kanban: Criado pela Toyota, constitui um quadro onde as tarefas são divididas pelos setores e estágio. Assim, ele proporciona um controle melhor do andamento dos projetos.

– Scrum: O método mais popular. É um framework de fácil utilização que permite a independência e igualdade de responsabilidade nas tarefas pelas sprints, por isso, são centrados em um owner, que assume o papel do cliente no projeto.

Ele tem como característica principal o componente humano do processo de desenvolvimento. Além disso, o Scrum mantém a equipe motivada e o resultado mais refinado por priorizar qualidade em vez de um prazo reduzido.

Jeff Sutherland que é um dos criadores do processo de desenvolvimento Scrum, juntamente com Ken Schwaber. Sutherland ajudou a escrever o Agile Manifesto em 2001.

– Lean Development: Prioriza projetos enxutos, muito popular em startups. Dele surgiu o conceito de minimal viable project, onde á eliminação de gastos e trabalha a favor da qualidade final do projeto.

– Smart: Adequado para projetos de curto ou longo prazo. Por isso, ela prioriza a definição das metas em alinhamento com o crescimento da empresa, sem prejudicar a qualidade e tempo de execução.

– Design Sprint: Desenvolvido pela Google, baseado nos modelos de sprint, Portanto, ele é focado em tarefas estratégicas realizadas em ciclos mais curtos. Nele, o principal não é a construção do produto final, mas sua viabilidade.

– Crystal: O mais versátil em tamanho de equipes. Portanto, ele é centrado na interação e desenvolvimento de skills e comunicação. Há uma sólida cultura de testes e entregas frequentes. Ideais para equipes com maior contato direto.

– Nexus: é um framework que possibilita implementar o Scrum em larga escala em uma empresa, unindo de três a nove times de Scrum para trabalhar na entrega de um único produto ou resultado no final de cada Sprint.

As metodologias agile são essenciais para que as empresas de todos os setores no futuro consigam manter sua competitividade. Dessa forma, muitos requisitos da transformação digital, como rapidez, foco no consumidor e transparência serão atingidos com mais facilidades.

The Bridge
Especialistas em profissionais de design e tecnologia estão à disposição para esclarecer suas dúvidas. Quer saber mais sobre esses assuntos? 

Entre em contato com nossos especialistas:

Marcos Alves, General Manager, Brasil

Fale com Marcos

Bernardo C Wertheim, CEO, Latam 

Fale com Bernardo

Conheça o autor

Ana Luiza Carvalho

Fale comigo
Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *